Polícia estoura depósito clandestino de cigarros da milícia em Caxias

A Secretaria de Polícia Civil (Sepol), por meio da Subsecretaria de Inteligência (Ssinte) e da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO/MPRJ), e a Receita Federal realizaram, nesta segunda-feira (29/06), operação com objetivo de cumprir mandado de busca e apreensão em um depósito clandestino de cigarros em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. O estabelecimento pertence a um grupo de milicianos.

Durante a ação, foram apreendidos uma carga de cigarros avaliada em aproximadamente R$ 40 mil e R$ 50 mil em espécie, além de um veículo, telefones celulares e documentos. Cinco pessoas foram autuadas em flagrante por receptação qualificada.

De acordo com os agentes, a operação teve como objetivo apreender as caixas de cigarros e documentos relativos à sua fabricação, além de elementos que comprovem as atividades ilícitas. Um dos alvos, uma residência, era usado como centro de distribuição dos cigarros e tinha permanente circuito de monitoramento por câmeras. Percebendo a presença dos agentes, um homem fugiu do local, mas foi encontrado em uma casa vizinha. Outra pessoa também foi detida após os policiais verificarem que ela estava passando informações do deslocamento da equipe pelo celular. No seu carro também foram encontrados cigarros sem nota fiscal.