Casos de PolíciaDenunciainvestigaçãoOperação Policial

Polícia faz operação contra traficantes de Belford Roxo suspeitos de sumir com três meninos, de torturar e expulsar morador lhe acusando do desaparecimento das crian ças e executar pessoas em um ‘tribunal’

A Secretaria de Estado de Polícia Civil (Sepol) do Rio de Janeiro, por meio de uma Força-Tarefa composta pelo Departamento Geral de Polícia Especializada (DGPE), com o Departamento-Geral de Homicídios e Proteção à Pessoa (DGHPP), e a CORE, realiza, nesta sexta-feira (22/05), uma operação para cumprimento de mandados de prisão de busca e apreensão contra traficantes que atuam no Complexo do Castelar, em Belford Roxo. Até o momento, 10 pessoas foram presas. 

Os agentes identificaram integrantes da facção criminosa que comanda o tráfico de drogas na localidade e são responsáveis por uma espécie de tribunal do tráfico na região, além de diversos roubos de veículos e de cargas em Belford Roxo e em outros municípios da Baixada Fluminense. Os traficantes também são investigados por envolvimento no desaparecimento dos três garotos da comunidade e por provocar a tortura e expulsão de um morador, de sua companheira e dos quatro filhos menores de idade, acusando falsamente a família pelo sumiço das crianças para, com isso, prejudicar o trabalho dos policiais. 

A operação é fruto de duas investigações que tramitaram simultaneamente na DC-Polinter e na DHBF, com troca de informações de inteligência entre ambas as unidades. Cerca de 150 policiais civis de diversas delegacias do Departamento-Geral de Homicídios e Proteção à Pessoa (DGHPP), do Departamento-Geral de Polícia Especializada (DGPE), da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE) e da DHBF atuarão nas comunidades do Castelar, da Palmeira e do Rola Bosta.    

O trabalho de inteligência e investigação demonstrou a necessidade da ação da Polícia Civil na região para garantir os direitos fundamentais dos moradores que vivem sob a ditadura do tráfico e de pedestres que são vítimas constantes de crimes praticados pelos traficantes locais.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo