Casos de PolíciaComando VermelhoGuerra entre facçõesmilíciaOperação Policial

Polícia solicitou prisão de suspeitos de invasão à Praça Seca. Justiça não aceitou

Depois de a polícia apontar o envolvimento de quatro traficantes do Comando Vermelho na última guerra ocorrida na Praça Seca, na Zona Oeste do Rio, no mês de julho, a Justiça aliviou para eles e indeferiu o pedido de prisão temporária.

A polícia solicitou a prisão temporária de Paulo César de Souza Santos, o PL ou Paulo Muleta, Luciano Teixeira, o Sardinha, Luciano Martiniano dos Santos, o Pezão e Pedro Paulo Guedes, o Urso. Destes, Urso e Pezão estão soltos.

O Ministério Público já havia manifestado ocontrariamente à prisão, E a Justiça compulsando os autos do inquérito policial, verificou que não estavam presentes os requisitos necessários para a decretação da prisão temporária dos indiciados, por ora, uma vez que as informações constantes nos autos são apenas as obtidas pelo núcleo de inteligência policial e da delegacia e não restou demonstrada a ligação do delito de resistência de forma qualificada aos policiais que se depararam com o grupo armado, com delitos de tráfico de drogas e associação, nem tampouco aos demais delitos praticados durante a disputa territoriais entre as facções criminosas apontadas.

Com efeito, a privação cautelar da liberdade individual reveste-se de caráter excepcional, somente devendo ser decretada em situações de absoluta necessidade.

Foi pedido que os autos retornassem à 28ª Delegacia Policial, conforme requerido pelo Ministério Público.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo