apreensãoCasos de PolíciainvestigaçãoOperação PolicialPrisão

Preso chefe do tráfico em Arraial do Cabo que tentou matar jovem com quem se relacionou

Uma ação conjunta da delegacia de Arraial do Cabo (132a DP) e da Polícia Militar prendeu o traficante Elizeu Silveira dos Santos, conhecido como Zeu, chefe do tráfico de drogas no Morro da Coca-Cola.

Segundo informações da Polícia Civil, ele foi preso, na manhã desta quarta-feira (17), enquanto dormia, em uma casa na favela. O local foi cercado pela polícia de Arraial do Cabo, com homens da 6a Companhia e apoio do GAT de Cabo Frio. C

Com o traficante, foram apreendidas três armas, carregadores, grande quantidade de munição, maconha, cocaína e rádios transmissores. Zeu era considerado foragido.

O homem vinha sendo procurado desde outubro do ano passado, quando a delegada Patrícia Aguiar pediu à Justiça mandado de prisão contra o criminoso.

Na ocasião, ele ordenou a morte de uma jovem, de 23 anos, com quem já tinha tido um relacionamento. A mulher foi baleada, mas conseguiu fugir da favela.

Na época, a jovem foi à comunidade para participar de um baile funk. Ao chegar, foi cercada por criminosos, chefiados por Zeu, que a agrediram com tapas e a arrastaram pelos cabelos. Ela tentou fugir do local correndo, mas foi perseguida pelos traficantes, que atiraram várias vezes em sua direção.

A mulher acabou sendo atingida por um tiro na perna, mas conseguiu descer o morro e pedir ajuda.

“Em um trabalho conjunto realizado pela Polícia Civil, Polícia Militar e Ministério Público, foi possível investigar a fundo a vida desse traficante, reunir diversas provas de seus crimes e agora capturá-lo. Estávamos, desde outubro do ano passado, em busca desse criminoso, que é extremamente violento. Ele possui diversas passagens pela polícia, inclusive por homicídios e tentativa de feminicídio, e vinha aterrorizando a comunidade do Morro da Coca-Cola”, disse a delegada Patrícia Aguiar.

Ainda de acordo com a polícia, Zeu possui uma ficha criminal extensa, que inclui, além de homicídios e tentativa de feminicídio, lesão corporal, tráfico de drogas, associação para o tráfico e porte ilegal de arma de fogo. O criminoso já tinha sido preso, mas havia deixado a penitenciária em janeiro do ano passado.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo