Casos de PolíciahomicídiosinvestigaçãomilíciaOperação PolicialPrisão

Preso suposto miliciano acusado de matar homem na saída de boate em Nova Iguaçu em julho e que vai a júri popular pelo assassinato de outro em 2015 devido a briga por pisão no pé e balde de cerveja

A polícia prendeu ontem Andrew Sena Ramos, o Firo, que é acusado de matar um homem na saída de uma boate, em Nova Iguaçu, em 25 de julho, foi pronunciado este ano para ir a júri popular por um homicídio ocorrido em 2015 e respondeu a outros dois processos na Justiça por assassinato, sendo um deles absolvido e o outro foi arquivado.  Ele seria miliciano do Morro Agudo.


Este último crime a que foi acusado ocorreu por volta de 03h07min, na Rua Coronel Francisco Soares, 170, Califórnia, em frente a boate Mahalo, a vítima Luís Carlos de Oliveira da Silva Morais foi executada quando estava na calçada na porta do estabelecimento. 


Um dos suspeitos aparece nas imagens das câmeras de segurança que estão acostadas aos autos, e aparentemente demonstra estar armado, portando ao lado esquerdo da cintura, assim como o executor que levanta a camisa e claramente mostra isso. 


Quando o executor pega o boné do segundo investigado para ir em direção a vítima, ele o segue fazendo sua segurança e permanece próximo do outro lado da rua, aguardando tranquilamente a ação enquanto começa uma correria entre os populares. 


O outro crime cujo processo foi a frente foi na casa noturna Grego e Troianos. Houve uma briga e a vítima foi retirada do estabelecimento pelos seguranças e executada fora da boate. 


Relatos indicam que a a vítima teria se envolvido em uma briga, por ter pisado no pé de Firo e que este não teria aceitado o pedido de desculpas, e outros que a briga teria começado por um balde de cerveja. 

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo