Baixada FluminenseCasos de PolíciaDuque de CaxiasSão João de Meriti
Tendência

Quadrilha de ladrões de carga da Baixada Fluminense pagava propinas a PMs

Uma quadrilha de traficantes que praticava roubo de cargas e agia nos municípios de São João de Meriti, Duque de Caxias e Belford Roxo na Baixada Fluminense pagava propinas a policiais militares afim que eles não realizassem operações nas localidades dominadas pelo bando, seja para reprimir o tráfico ilícito de entorpecentes, seja para não recuperarem as cargas roubadas. Não foi possível, no entanto, identificar os supostos agentes da lei envolvidos por não utilizarem telefones na comunicação entre eles.

Em outubro do ano passado, a Justiça condenou 16 integrantes da organização criminosa. Todos eles encontram-se foragidos.

A investigação começou depois da lavratura do APF nº 064-09636/2017, em face de Anderson de Faria Trigueiro, pela prática de crime de roubo de carga, ocorrido em 29/08/2017. Ele teria, espontaneamente, confessado a prática do crime e informado números de linhas telefônicas utilizadas por diversos indivíduos, dentre eles Bruno, Edson, vulgo Didinho, Rafael e Ramon, os quais, supostamente, integram organização criminosa voltada para a prática de crimes de roubos de cargas e associação para o tráfico ilícito de drogas.

Posteriormente, o Juízo da 1ª Vara Criminal de São João de Meriti deferiu medida cautelar de interceptação telefônica de vários terminais. 

Durante as investigações, apurou-se que alguns membros da quadrilha seriam também associados ao tráfico ilícito de entorpecentes, teria praticado diversos roubos de cargas, em São João de Meriti, em Duque de Caxias e Belford Roxo.

Foi constatado que as mercadorias roubadas teriam sido levadas para as comunidades daquelas regiões, onde teriam sido comercializadas por preços muito abaixo dos usualmente praticados no mercado.

Segundo a denúncia, nas interceptações realizadas pelos investigadores, há diálogos em que Anderson se articula, juntamente com outros denunciados, para iniciar a prática de roubo de um caminhão.

Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo