AssaltoCasos de PolíciaComando VermelhoDenunciainvestigaçãoOperação PolicialPrisão

Quadrilha de roubadores que pega armas emprestadas no Chapadão (CV) está por trás de dois latrocínios, entre eles de um PM

Uma quadrilha de roubadores que pega emprestado armas com os traficantes do Complexo do Chapadão, em Costa Barros, na Zona Norte do Rio, está por trás de pelo menos dois latrocínios (roubo seguido de morte) ocorridos no ano passado, entre eles de um policial militar.

Uma das vítimas do bando foi Jorge de Freitas Barbosa Júnior, morto no dia 2 de fevereiro do ano passado após bandidos tentarem roubar seu carro.

O crime, segundo investigações, teria sido praticado pelos criminosos JN, João Vítor e William Wesley que teriam usado um carro roubado na ação. JN é um dos frentes do Chapadão.

Os bandidos também foram responsáveis pela morte do policial militar  Benone Nunes de Sá, de 42 anos, em 6 de fevereiro de 2020. JN também estaria envolvido neste crime e fez confissão sobre sua participação.

Os carros roubados pelo bando são entregues no ‘plantão’ do tráfico.

  A investigação elucidou a prática dos crimes ocorridos, em sua grande maioria na zona Norte do Rio, no horário da manhã, apresentando o mesmo modus operandi.  

Só no ano passado, foram abertos 14 processos na Justiça por roubo contra membros da quadrilha.

Houve até roubo com privação de liberdade de uma mulher,

Tudo é feito sobre o crivo de Luiz Fernando do Nascimento Ferreira, o Nando Bacalhau, dono das bocas de fumo do Chapadão e preso desde 2012.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo