Casos de PolíciaDenunciamilícia

Quadrilha de Tandera estaria ‘respirando por aparelhos’ com ataques de rival e perda de soldados, armas, áreas e negócios

Segundo revelou uma fonte à reportagem, a quadrilha de Danilo Dias Lima, o Tandera, respira por aparelhos.


O bando vem sofrendo sucessivos ataques do grupo rival liderado por Luís Antônio da Silva Braga, o Zinho, perdendo soldados e com o risco de ficar também sem áreas.

Tandera também estaria determinando a morte de membros de sua quadrilha por acreditar que muitos podem se tornar X9. Só esta semana, segundo a fonte, três teriam sido assassinados: Léo Gago, Serra e Leão.


Por medo de morrer, muitos soldados estariam abandonando a quadrilha e se debandado para o lado de Zinho.

Outro problema enfrentado por Tandera são as sucessivas operações feitas pela Força Tarefa da Polícia Civil de combate às milícias que tem atacado seu braço financeiro, sem falar em ações policiais que já resultaram em perda de soldados (presos ou mortos) e armas.


A fonte informou à reportagem que acredita que Tandera pode até vir a ser morto por membros da sua quadrilha.  Essa semana, por exemplo, surgiu um boato de que ele teria sido baleado por um de seus seguranças.


Tandera hoje domina a comunidade do Jesuítas, em Santa Cruz, Manguariba, em Paciência, bem como áreas em Nova Iguaçu que margeiam a Estrada de Madureira.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo