Casos de PolíciaComando Vermelhohomicídioinvestigação

Quadrilha de traficantes (CV) alvo hoje em Cabo Frio esquartejou jovem por achar que ele era X9 e executou PM

A quadrilha de traficantes da Favela do Lixo, em Cabo Frio, que foi alvo de operação hoje da Polícia Civil e do Ministério Público, foi autora de um homicídio bárbaro na cidade no ano passado. 

O bandido conhecido como Bigode, que é o chefe do tráfico na comunidade e está preso,  determinou e autorizou a prática dos crimes de homicídio e ocultação de cadáver de um jovem identificado como Mateus dos Santos Antunes Coutinho

Ele repassou as ordens para o chefe do tráfico de drogas em exercício na Favela do Lixo, para que, juntamente com os demais traficantes cometessem o crime, ocorrido no dia 23 de maio de 2020, por volta das 20 horas, na comunidade Manoel Corrêa,

Os bandidos efetuaram diversos disparos de arma de fogo contra a vítima, esquartejando-o.

Pontua-se na denúncia ter o delito sido praticado por motivo torpe, vingança, pois os réus acreditavam que a vítima seria informante da Polícia Militar,.

 Após a execução, os criminosos ocultaram o cadáver de Mateus dos Santos Antunes Coutinho, estando o corpo da vítima em local incerto e não sabido até a data do oferecimento desta denúncia. 

Bigode foi reconhecido após aparecer em uma chamada de vídeo vendo o corpo da vítima e que os demais denunciados foram identificados através de depoimento das testemunhas.

O bando de Bigode também foi responsável pelo assassinato do sargento Luiz Paulo Costa da Silva, no dia 16 de fevereiro do ano passado. O policial era conhecido como Negáo do Bope.

O agente era conhecido pelos bandidos ligados ao Comando Vermelho por seu trabalho de forma intensa em várias ações que resultaram na apreensão de armas, drogas e explosivos.

Mostrar mais

PUBLICIDADE

Aguarde 10 segundos e clique em fechar publicidade para visualizar a notícia.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Encontramos um bloqueador de anúncios em seu navegador. Desabilite-o para navegar