Casos de PolíciaComando VermelhoinvestigaçãoPrisão

Quadrilha do litoral paulista que teve até vereador preso fornece armas e cocaína colombiana para favelas do CV no Rio e outras cidades do Estado

Uma quadrilha de traficantes sediada no Litoral Norte de São Paulo, que foi desarticulada em agosto e teve até vereador preso, fornece drogas e armas para bandidos de favelas do Comando Vermelho (CV) no Rio de Janeiro e outras cidades do Estado. A cocaína vinha da Colômbia. 


O bando atuava nas cidades de Ubatuba, Caraguatatuba, São Sebastião, Taubaté e Campinas.


O líder do bando, Cláudio César da Silva, vulgo “Miguel”, “Belo” ou “Veio”é o responsável pelo transporte de drogas e armas para as favelas do Jacarezinho e do Complexo do Alemão e de entorpecente para as cidades de Barra Mansa, Volta Redonda, Seropédica e municípios da Região dos Lagos.


Além do vereador, que é de Caraguatatuba, vários advogados também eram envolvidos com a quadrilha. 


A operação que resultou na investigação na época resultou na prisão de  36 criminosos, sendo 02 por tráfico de drogas, 01 por posse ilegal de arma de fogo e 23 por mandado de prisão, sendo também apreendidas 05 armas de fogo, 01 carregador e munições de 9 mm, 20 mil pesos colombianos e a quantia de R$ 16.796,00.


A ação foi conjunta da Polícia Federal, o Ministério Público do Estado de São Paulo, a Polícia Civil e a Polícia Militar. A Justiça Estadual expediu 53 mandados de busca e 48 mandados de prisão, todos relacionados ao tráfico de drogas e associação criminosa.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo