AssaltoCasos de PolíciaComando VermelhoDenunciainvestigaçãoOperação PolicialPrisão

Quadrilha ligada ao CV roubava carrões de luxo no RJ para trocar por drogas na fronteira com o Paraguai. Um dos integrantes ameaçou matar um outro menor de idade por ter perdido um carro. ‘Eu arranco o pescoço dele’

Uma quadrilha ligada ao Comando Vermelho (CV) atuava no Rio de Janeiro para roubar veículos de luxo. 


Após isso, eles adulteravam os sinais identificadores e realizavam a falsificação dos documentos. 


Em seguida, levavam os automóveis para a região da fronteira com o Paraguai onde esses veículos eram trocados por drogas, que vinham para o RJ. 


A descoberta veio com a prisão de Maurício de Lucena Pereira Júnior em outubro de 2019. 

Ele estava com um Jeep Renegade, produto de roubo na cidade de Angra dos Reis, na Região Costa Verde fluminense,

e foi preso na Rodovia BR-463, em Ponta Porã (MS). O carro teve as placas originais trocadas e a numeração do chassi remarcada. 


Durante a investigação, foram encontradas fotos de Maurício empunhando fuzil e ao fundo a sigla CV bem como outras imagens dele portando armas. 

Em escutas telefônicas, Maurício fala até em matar um integrante do bando conhecido por Menor por ele ter perdido um carro.


 ‘Se este mano rodar, vai rodar sozinho, não vai me arrastar junto não. E outra, se ele me arrasta, ele é de menor, eu vou para um lado e ele para outro. Nem que eu tenha que sair do Rio depois quando eu sair, eu vou lá no Rio Grande e matar esse louco. O buraco eu cavo. É mais um a sete palmos’ Se bobear eu arranco o pescoço desta degraça’.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo