Casos de Políciahomicídiosinvestigaçãomilícia

Saiba mais sobre a quadrilha de Igor Russo, apontado como executor de dois rapazes ontem, em Nova Iguaçu

Apontado pela Polícia Civil como o assassino de dois rapazes ontem no bairro da Cerâmica, em Nova Iguaçu, Igor Pereira Correa de Souza, o Igor Russo, comanda uma organização criminosa que pratica diversos crimes como extorsões, roubos de veículos, exploração monopolizada de serviços como venda de água, internet e TV a cabo, mas principalmente homicídios e ocultação de cadáver. 

As investigações demonstram que a quadrilha tem origem na Cerâmica e bairros vizinhos, mas com atuação também em Miguel Couto e no Município de Vassouras, por onde deixaram durante anos um rastro de violência e mortes, submetendo a população destas regiões a todo tipo de constrangimento, coação e exploração. 

O grupo criminoso intimida os moradores, passando a falsa sensação de segurança na região, cujas vítimas são ex-detentos, usuários de drogas, pessoas que cometem delitos pelo bairro e adjacências ou pessoas que são amigos destes. 

O bando de Igor rivalizava com outra organização criminosa na região depois que houve desentendimento por questões financeiras. 

Antes das duas execuções ocorridas na quarta-feira, um outro homicídio era  atribuído à milícia de Igor: a vítima foi Douglas Vinicius Souza dos Santos, morto em 2019.

Interceptações telefônicas mostraram Igor conversando com comparsas sobre ataques à milícia rival. 

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo