Casos de PolíciaComando VermelhoGuerra entre facçõesmilícia

Saiba quem são os responsáveis pela invasão à favelas da Praça Seca

O traficante Edgar Alves de Andrade, o Doca, chefão do Complexo da Penha, na Zona Norte do Rio, estaria financiando a guerra ocorrida na Praça Seca, na Zona Oeste, ocorrida na madrugada da última quarta-feira (8).

Para invadir as comunidades da milícia, ele conta com o apoio da Tropa do Urso comandadda por Pedro Paulo Guedes, o Pedro Bala, Bonde do Parma de Paulo César dos Santos, o PL, além de bandidos ligados a Luís Cláudio Machado, o Marreta e Hélio Albino, o Lica.

A Tropa do Urso foi um grupo criado pelo CV dentro do Complexo da Penha para invadir favelas rivais.

Já o Bonde do Parma foi criado pelo CV na própria Praça Seca para retomar favelas perdidas pela milícia.

Marreta é o antigo líder do tráfico de comunidades da Praça Seca antes delas serem tomadas pela milícia.

E Lica era o antigo chefe da milícia da Praça Seca antes dela ser tomada pelo Bonde do H, liderado por Horácio de Souza Carvalho. Lica deixou o grupo paramilitar e se aliou ao CV.

Tanto Lica, como Marreta e PL estão presos mas exercem muita influência dentro da facção.

Na guerra ocorrida na Praça Seca, a PM chegou a apreender um colete com a inscrição Tropa do Urso.

Pelo menos três milicianos morreram no confronto, entre eles os bandidos de vulgos DG e Maninho.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo