Casos de Polícia

Sindicato denuncia sequestro de motorista de ônibus por traficantes em São Gonçalo

O Sindicato dos Rodoviários de Niterói a Arraial do Cabo (Sintronac) denunciou nesta segunda-feira que um motorista de ônibus foi sequestrado, ameaçado e agredido por traficantes na manhã de domingo.

A ação teria sido uma represália, depois que bandidos exigiram da empresa a liberação do veículo para levar um grupo a uma partida de futebol.

Segundo o Sintronac, a empresa teria se recusado e um grupo armado foi ao ponto final das linhas, no Mundel, em São Gonçalo, sequestrou um ônibus e o levou para o interior da comunidade, onde o motorista foi ameaçado e agredido.

Segundo a Auto Ônibus Alcântara, um motorista foi abordado no ponto final da linha por um grupo que solicitou o transporte até uma partida de futebol em São Pedro, no município.

Auto Ônibus Alcântara não esclareceu até a publicação deste texto porque as linhas ficaram suspensas por tanto tempo se não houve uso de violência contra o funcionário.

Segundo Oliveira, em 2018, foram 450 motoristas afastados por consequência de estresse pela violência urbana nos treze municípios em que o sindicato atua.

Sintronac enviou ofício nesta segunda-feira ao 7° BPM (Alcântara) no qual solicita reforço de policiamento urgente nas localidades do Mundel, Vista Alegre e São Pedro, em São Gonçalo.

“O Sintronac tem denunciado, há mais de dois anos, a escalada da violência em São Gonçalo, com ações cada vez mais agressivas por parte dos traficantes.

Um grupo de trabalho criado pelo Sindicato, que envolve advogados e diretores, está estudando medidas para mobilizar as autoridades públicas em torno desta questão.

Entre elas, não se descarta uma greve ou um grande protesto, como últimos recursos dos trabalhadores diante de uma situação, que está se tornando insustentável”, afirma o presidente do Sintronac.

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo