Casos de PolíciaComando Vermelhohomicídioinvestigação

Suspeitos de matar jovem no Urubu são acusados de outro homicídio na favela

Supostos assassinos de Beatriz Schunk Mendes, de 18 anos, morta em fevereiro do ano passado, no Morro do Urubu, em Pilares, na Zona Norte do Rio, Rafael Cardoso do Valle, vulgo Baby e Geovani Lameira Antônio, o Netão, são acusados de outro homicídio na mesma comunidade cometido esse ano.

A vítima foi Danilo Fidélis de Santana que, no dia 02 de fevereiro de 2020, foi vítima de disparos de arma de fogo, sendo seu corpo colocado no porta-malas do automóvel Fiat Linea, placa AUI409 e ateado fogo no referido veículo.

Restou apurado que as circunstâncias motivadoras do crime foram suspeitas nutridas pelos integrantes do tráfico do Morro do Urubu de ser a vítima informante de organização criminosa rival e passar informações sobre o tráfico na favela, dominado pela organização criminosa autointitulada Comando Vermelho (CV).

 A vítima foi friamente executada e teve seu corpo queimado única e exclusivamente por suspeitas nutridas pelos réus de que ela seria informante de grupo criminoso rival, desconfiança baseada no fato da vítima transitar por área submetida à quadrilha inimigia, o que ocorria em razão de visitação à sua filha, que lá residia com a genitora

Outros acusados do mesmo crime são Bruno  Silva Souza, o Tiriça e Allan da Costa Silva, o Alanzinho.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar