Casos de PolíciaComando VermelhoGuerra entre facçõeshomicídioinvestigaçãoPrisãoTerceiro Comando Puro

TERESÓPOLIS: Ex-integrante do CV executou homem após ouvir comentários de que ele iria matá-lo primeiro porque a área virou Terceiro Comando e quem fosse da outra facção iria morrer

Um homem que disse ser ex-integrantesdo Comando Vermelho matou uma pessoa em Teresópolis porque ouviu comentários de que a vítima ia executá-lo porque a localidade havia terceirado (virado Terceiro Comando Puro). 

Confessou o crime e se apresentou na delegacia sendo preso em flagrante na posse de um revólver com quatro estojos deflagrados. Consta do auto de prisão o depoimento de PMs que narraram que foram acionados via Mare 30 para caso de disparos de arma de fogo, fato ocorrido na Rua Tamoio defronte ao nº 45 Dorvalino Meudon. 

Que acorreram ao local e constataram que se tratava de um homicídio. No local, verificaram que um homem conhecido como ´Tiago Negão´, vulgo de Tiago Barboza Miranda, fora atingido por disparos de arma de fogo na cabeça. Enquanto estavam no local tiveram notícia de que o autor teria se apresentado na 110ªDP.. 

Em seu depoimento, ele narrou que estava há dias preocupado pois um conhecido dele o ´Tiago Negão´ estaria espalhando pela vizinhança que iria matá-lo. Dizendo que o morro agora tinha ´terceirado (terceiro comando) e os ´CV´ agora iam se ferrar, se subisse lá iriam morrer. 

Como foi do CV e naquele dia saiu de casa levando o revólver um rossi 38 que já possui, há mais de um ano. Vendo o Tiago na rua próximo ao ponto final do ônibus ´Meudon´ sacou da arma que levava para se proteger e efetuou quatro disparos em direção a vítima. Dizia estava com medo por isso atirou.

Que tanto ele como Tiago Negão já tiveram envolvimento com tráfico de drogas e o Tiago já teve envolvimento com ´homicídio´. Que tem desde jovem o apelido de ´Liquinho´. Que após os tiros disparados saiu do local e decidiu vir a delegacia para se entregar.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo