Casos de PolíciaDenunciainvestigação

Traficante ameaçou explodir fábrica em São Gonçalo se ela não pagasse taxa de R$ 4.000 mensais. Dono não deu dinheiro e local foi metralhado. Funcionários ficaram aterrorizados e bandido acabou condenado

Em 2019, um integrante do tráfico de drogas se dirigiu até uma fábrica de gelo em São Gonçalo e exigiu que o proprietário pagasse R$ 4.000,00 mensais, pois a empresa funcionava sem nunca ter sofrido um assalto. 


O dono respondeu que não tinha condições de pagar nenhum valor. Subsequentemente, o suspeito voltou a constranger a vítima e, na posse de uma granada, afirmou que, se ela não efetuasse o pagamento, iria explodir a fábrica. 


A testemunha reportou que, no dia seguinte, o acusado passou, de moto, pelo local e efetuou disparos de arma de fogo em direção ao estabelecimento, o que acarretou um prejuízo de cerca de R$ 1.500,00.


O declarante destacou que os funcionários ficaram aterrorizados. Narrou que também recebeu ameaças do bandido, por mensagens, nas quais prometia que haveria represálias em caso de não pagamento da vantagem indevida exigida.  

O traficante, em  interrogatório  sustentou que trabalhava como “vapor” para o tráfico local. O interrogando aduziu que pediu à vítima para fazer contato telefônico, eis que os traficantes da região assim ordenaram. Admitiu ter ido ao local com uma granada, a fim de intimidar a vítima, e efetuado disparo de arma de fogo, tudo por ordem do tráfico.

O caso teve desfecho ano passado com a condenação do traficante. A defesa recorreu mas a Justiça manteve a sentença este mês. O site do TJ-RJ não informou a pena do bandido.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo