Traficante brasileiro de cigarros fugiu de hospital no Paraguai disfarçado de médico após colocar sonífero na comida dos guardas

As polícias brasileira e paraguaia caçam o traficante de cigarros Kelvis Fernando Rodriguez que fugiu de um sanatório privado em Pedro Juan Caballero, região da fronteira, no último dia 30 de março.

Kelvis teria ligação com o Primeiro Comando da Capital (PCC) e agiria em pelo menos cinco estados brasileiros. É acusado de pagar propina a policiais que atuam na fronteira.

O traficante teria colocado sonífero na comida aos guardas responsáveis por sua custódia no hospital. Eles adormecerem o bandido conseguiu escapar disfarçado de médico.

Pelo menos cinco pessoas, entre funcionários do hospital e policiais, foram detidos suspeitos de facilitar a fuga.