Amigo dos AmigosCasos de PolíciaComando Vermelhohomicídioinvestigação

Traficante do CV vai a júri popular acusado de matar a pauladas e tiros homem que foi da ADA e transportar corpo em carrinho de mão até matagal às margens de rodovia em São Gonçalo

 Vai a júri popular o traficante conhecido como DG, acusado de matar Leandro José Marques em 2019, em São Gonçalo, pelo fato de a vítima ter integrado a facção criminosa Amigos dos Amigos (ADA) que dominava a região onde ele agia antes de ser tomada pelo Comando Vermelho (CV).


No dia 10 de janeiro de 2019, por volta das 07:00 horas, no interior do Bairro Jardim Bom Retiro, DG junto com Testa e o adolescente Cabelinho, já falecido, mediante espancamento e disparos de arma de fogo, por motivo torpe, executou a vítima, 


Em seguida, ocultou o cadáver no matagal localizado à direita da pista sentido norte da Rodovia BR 101 (km 301).
  Consta dos autos que, no passado, a vítima havia integrado grupo de traficantes de entorpecentes liderado por seu irmão, Carlos Henrique, o qual era ligado à facção ADA mas que havia deixado tal atividade havia algum tempo. 


Já os denunciados integravam grupo rival, aliado à facção CV, que passou a dominar a localidade após a prisão de Carlos Henrique. 


Um traficante conhecido como Macaquinho, que era o chefe do grupo e estava preso na época, foi acusado de transmitir  as ordens para a prática do crime para Testa. Macaquinho acabou impronunciado.

No dia do homicídio, DG e Cabelinho se encontravam em uma das bocas de fumo quando avistaram a vítima, que vinha da padaria. Eles atacaram-na com pauladas e, em seguida, desferiram-lhe diversos disparos de arma de fogo, que a levaram à morte.


 DG e o adolescente transportaram o corpo da vítima .num carrinho de mão até o local da desova

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo