Amigo dos AmigosCasos de PolíciaDenunciaPrimeiro Comando da CapitalTerceiro Comando Puro

Traficante que era ADA e tentou invadir o Dendê várias vezes mudou para o TCP na cadeia e hoje tem elo com o PCC

Personagem de intensas guerras no Morro do Dendê, na Ilha do Governador, na Zona Norte do Rio, nos anos 2000 e preso há vários anos, o traficante Claudecy de Oliveira, o Noquinha, se aproximou de bandidos ligados ao Primeiro Comando da Capital (PCC) dentro da cadeia, segundo informações da Justiça.

As autoridades do Rio conseguiram recentemente mantê-lo longe do Estado em razão da instabilidade em que vive o Dendê desde a morte do chefão Fernandinho Guarabu, em 2019.

Noquinha quando estava solto pertencia à facção criminosa Amigos dos Amigos (ADA) e tentou invadir o Dendê nos primeiros anos da década de 2000. A disputa resultou em várias mortes.

Amos depois de ter sido preso, firmou aliança com Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem, chefão da Rocinha, para tentar tomar o Dendê novamente no início da década passada.

Agora, está vinculado ao Terceiro Comando Puro (TCP).

‘Hoje ele convive com integrantes do TCP e pode estar servindo como uma ligação entre a organização criminosa paulista PCC e a carioca TCP levando em conta a já conhecida aliança entre as duas quadrilhas e grupos de milicianos’, diz a Justiça., que acrescentou que ele possui influência ainda para arregimentar traficantes visando a tomada de territórios e possui papel relevante para desestabilizar o sistema penitenciário estadual.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo