Casos de PolíciaComando Vermelhoinvestigaçãotráfico de drogas e armas

Traficantes de Resende (RJ) ligados ao CV iam buscar drogas diretamente na fronteira com o Paraguai. Confira passo a passo do planejamento que terminou em prisão

Investigação descobriu que integrantes da facção criminosa “Comando Vermelho”, estariam transportando relevante quantidade de entorpecentes para abastecer o tráfico de drogas na região da Grande Alegria, em Resende/RJ, havendo fortes indícios de que estariam buscando entorpecentes em outros Estados da Federação e, quiçá, fora do país, bem como que a atividade ilícita é praticada com uso de armamento pesado, dos quais se destacam fuzis e granadas.


  Segundo a denúncia, restou apurado que o traficante Bogotá exercia a função de “piloto” ou “mula”, viajando para adquirir entorpecentes e armas de fogo e trazê-los para o grupo criminoso.   


  Marreta criou o grupo no WhatsApp, no qual Bogotá participou, através do qual a logística da viagem para aquisição de drogas foi acertada da seguinte forma: a viagem ocorreria no dia 18.01.2021, com saída às 3h; Aine sairia da cidade do Rio de Janeiro, com um dos carros que seriam instrumento do crime, e encontraria os outros criminosos em Resende.


Aine não participaria do restante do trajeto por estar cumprindo pena em regime semiaberto; os denunciados Thais e Cuba viajariam em no veículo Chevrolet Onix, na função de “batedor”; outros dois “pilotos” de codinomes Paris e Bogotá, o dinheiro das despesas seria entregue para Thais, que o administraria durante a viagem; Aine permaneceria em contato com os comparsas durante o percurso. No dia 18 de janeiro de 2021, a viagem se iniciou seguindo o planejamento acima. Os criminosos foram abordados pela Polícia Militar do Mato Grosso do Sul e identificados pela inteligência da Polícia Rodoviária Federal.


 No dia 19 de janeiro de 2021, Paris e Bogotá foram até a cidade de Iguatemi/MS para que os carros fossem carregados com as drogas. Aine, por sua vez, aduziu que já havia realizado o pagamento. Foram apreendidos os comprovantes de depósito de duas contas bancárias de agências localizadas em Amambaí/MS e Iguatemi/MS  

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo