Casos de PolíciaComando VermelhoCriseDenuncia

Tráfico (CV) em São Gonçalo teria proibido comércio de aumentar preços por conta da pandemia do coronavírus, diz site

“Informamos aos donos de farmácia, mercado ou qualquer tipo de comércio, que a partir de hoje NÃO aceitaremos preços abusivos em nossa comunidade. Vocês sempre dependeram dos nossos moradores, hoje eles dependem de vocês e NÓS lutaremos por eles”.

A mensagem, que circula pelas redes sociais, segundo reportagem do site Lado de Cá, seria de integrantes do tráfico de drogas do Jardim Catarina e do Salgueiro, em São Gonçalo, ligados a facção criminosa Comando Vermelho (CV).

De acordo com a página de notícias, os bandidos visitaram comércios das ruas dos dois bairros e ordenaram a volta dos preços normais de produtos que haviam sido superfaturados em razão da alta demanda ocasionada pelo surto da Covid-19, que já deixou seis mortos no Estado do Rio. Em São Gonçalo, três casos da doença já foram confirmados.

O Lado de Cá disse ter ouvido de uma testemunha que traficantes das duas localidades, a bordo de motocicletas, passaram pelas principais vias dos dois bairros, como a Avenida Albino Imparato, no Jardim Catarina, e ordenaram a queda dos preços em mercados, padarias e farmácias.

Nas redes sociais, páginas ligadas a facção postaram um comunicado em referência à atitude dos criminosos. No texto, assinado pelo grupo criminoso, as medidas são anunciadas e possíveis punições podem ser realizadas em caso de descumprimento das ordens.

De acordo com informações preliminares publicadas no site as principais reclamações dos moradores das localidades seriam o superfaturamento de produtos como álcool em gel.

Diante do aumento dos preços, alguns representantes foram até o tráfico local e realizaram reclamações, o que teria ocasionado as ordens do chamado “Procon do tráfico”, revelou o site.

Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo