Casos de PolíciaDenunciainvestigaçãoOperação PolicialPrisãoTerceiro Comando Puro

Tráfico (TCP) da Baixada Campista exigia R$ 50 semanais de motoristas de vans. Quem não pagasse, era ameaçado de morte

A polícia descobriu que traficantes da Baixada Campista, no Norte Fluminense, estavam, exigindo de cada van a quantia de R$ 50,00, semanalmente, para que elas tivessem liberdade de circular na região sob ameaça de morte para o permissionário que não efetuava o pagamento. 

As informações que os policiais receberam eram as de que o braço financeiro do esquema é o criminoso conhecido como Pai, da facção Terceiro Comando Puro (TCP).

Recentemente, dois homens foram presos e, em sede policial, confessaram que estavam recolhendo a quantia de R$ 50,00 de cada van, tendo um deles contado que faziam o serviço em nome do tráfico de drogas, cuja ordem viria de alguém que estaria preso. 

Eles foram flagrados na  embaixo da Ponte de Rosinha, próximo ao estabelecimento ´Leão das Baterias´, quando recebiam dinheiro de motoristas de vans que faziam a linha Goytacazes-Bulgalho X Centro.

 A operação policial se deu em decorrência do recebimento, pelos policiais civis, de várias denúncias anônimas dando conta de que dois homens, todas as segundas, terças e quartas-feiras, faziam o ´recolhe´ de dinheiro.

Um motorista de van que havia acabado de pagar R$ 50,00 para os custodiados, disse, na delegacia, que os suspeitos pertencenteriam ao tráfico de drogas da baixada e que os os condutores são obrigados a pagar, todas as segundas e sextas-feiras, a quantia de R$ 50,00.

Disse que os motoristas das vans são ameaçados de morte, quando não fazem o pagamento e que elementos do tráfico, inclusive, já quebraram e deram tiros em algumas vans que não fizeram o pagamento

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo