bala perdidaCasos de PolíciaOperação PolicialPrisãoTiroteio

Veja como foi a operação policial que terminou com uma menina de quatro anos baleada em Jacarepaguá

Veja como foi a ação da Polícia Civil nesta semana em Jacarepaguá que resultou em tiroteio e a menina Alice Rocha, de quatro anos, baleada na cabeça.

Consta do auto de prisão em flagrante que policiais receberam informações de que dois milicianos realizariam cobranças extorsionárias a comerciantes na Rua André Rocha, Curicica, e, para tal, utilizariam um veículo GM/Prisma, preto, ostentando as placas LUR9G86, que, segundo a denúncia, seria ´clonado´. 

Os agentes compareceram ao local em uma viatura descaracterizada e iniciaram ação de vigilância, até localizarem o automóvel na Travessa da Creche, no interior da comunidade ´Quinze´. 

Segundo os policiais, dois homens estavam realizando a cobrança dos comerciantes daquela localidade. 

Um dos indivíduos desembarcava do carro, enquanto o outro permanecia na direção. Os policiais seguiram o carro até a Rua André Rocha, até que ele estacionasse no lado direito da via, em frente a algumas lojas. 

Os policiais relataram a mesma dinâmica: um homem desembarcava do carro para efetuar a cobrança e o outro permanecia na direção. 

Os agentes realizaram uma manobra para interceptar o veículo utilizado na empreitada criminosa. Um dos policiais abordou o motorista do carro, enquanto o outro, ao perceber a ação policial, efetuou disparos de arma de fogo contra os agentes da lei e correu em seguida. 

O suspeito que dirigia o veículo tentou fugir, mas o carro colidiu contra um poste localizado no lado oposto da via. Já o homem que disparou contra os policiais fugiu no sentido da Via Expressa Transolímpica. 

O homem que dirigia o veículo foi detido e identificado como Neguinho do Gás´.

O detido era o responsável pela condução do automóvel durante a prática criminosa e utilizava um veículo roubado (conforme RO 029-04754/2021) para tal finalidade. 

Um dos policiais localizou, na cena do crime, uma pistola, calibre 9mm, com numeração raspada, que foi utilizada para atacar os policiais pelo homem que fugiu correndo. 

Em determinado momento os agentes foram informados que uma criança, de apenas 4 anos, foi atingida por disparo de arma de fogo na via pública e socorrida por populares. A vítima  permanece hospitalizada no Hospital Miguel Couto

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo