Casos de PolíciaComando Vermelhoinvestigação

Veja o que o ex-secretário prisional do RJ falou para o traficante Fabiano Atanásio, o FB

Raphael Montenegro também conversou com Fabiano Atanásio da Silva, o FB.


Confira os trechos

“RAPHAEL MONTENEGRO – “…A gente conversa muito com Curitiba. A ali, com todo mundo, ABELHA, XARÁ, MARCINHO DO TURANO, ISAÍAS, BENEMÁRIO, PIXOTE, PAULO, todo mundo, a gente conhece todo mundo… vem cá a gente fala o seguinte, meu irmão vem cá, o que tu faz na rua, tá na rua, meu problema é aqui dentro, agora o que eu não posso ter é um problema de dentro pra fora, que aí eu vou te cobrar… Agora pô, se você é dono de sua comunidade, problema é teu, quem administra é você não é o estado, isso é um problema teu, não me diz respeito, eu não vou trazer guerra de fora pra dentro, não vou, tanto é que a gente tem um coletivo hoje que eu arrisco dizer que é muito tranquilo, a nossa relação com o coletivo é muito tranquilo, eu toda semana vou lá, escuto a, a, a comissão, entendo, converso, recebo as demandas, tento dar andamento nas demandas, alguma a gente consegue, outras a gente não consegue, você sabe assim, na condição que vocês tão, vocês pedem muito a gente as vezes não consegue dá vazão a tudo, a lei não permite que a gente atenda tudo… mas na medida do possível, a gente tem tentado atender e eles tem reconhecido isso… Então qual minha preocupação… Eu levar o FABIANO de volta pro Rio e o FABIANO quebrasse essa, essa disciplina, quebrar essa forma de trabalhar…” 

]
RAPHAEL MONTENEGRO – “A gente não tá aqui pra mudar o Comando Vermelho, Comando Vermelho é o Comando Vermelho, vocês tem lá seu estatuto, vocês tem as regras, e a gente respeita tudo isso, não quero que o FABIANO chegue lá ‘Pô FABIANO, tu vai ser o cara que vai voltar e mudar o Comando Vermelho, não me interessa.” ::


  RAPHAEL MONTENEGRO – 01:36:00 “Outra coisa, você voltando, a gente sabe que você vai ganhar lá um espacinho para você se levantar… Não porra FABIANO, papo de homem, pô tu não é um cara do tamanho que tu é no COMANDO que vai chegar lá e nego vai te jogar na B3 e tu fica aí quietinho e não vai falar nada, pô meu irmão… papo de homem (…) Porra Comissão eu não vou deixar ali, vou te puxar para B7, vai te dar ali um espacinho…”


 RAPHAEL MONTENEGRO – “ Não é esperar problema seu no sistema, a gente sabe que você voltando nego vai te dar uma condição pra você se levantar, até pra você retomar a tua vida… você fala ‘pô, tô caído, tô sem grana, tô não sei o quê’, porra os cara tem consideração por você, nego vai te dá teu espaço, ah vai ser, faz quem quer… a gente não sabe, mas tu vai te teu espaço e aí como é que vai ser teu espaço, a gente vai ter problema na tua região? ” 


RAPHAEL MONTENEGRO – 01:38:35 – “Se você voltar a gente vai te acompanhar, isso é papo de homem…. Ninguém vai nem te jogar no coletivo, pô o FABIANO tá no coletivo que se foda o FABIANO, cara a gente vai te acompanhar, tem inteligência, tem a porra toda(…) A gente vai saber a porra toda, a gente vai acabar sabendo, pode demorar mais, pode demorar menos, qual vai ser o espaço que você ganhou ali. Eu quero saber o seguinte, uma vez você voltando, você é um cara que necessariamente é comissão, pô, você foi presidente do VP (MÁRCIO DOS SANTOS NEPOMUCENO), você não vai voltar (…) Pô tá voltando, tu vai ser comissão, porra, a gente vai ter papo? Vai poder resolver as coisas?” SANDRO FARIA ou WELLINGTON – “Lembrando sempre que o que sai da nossa boca não volta mais correto?” SANDRO FARIA ou WELLINGTON – “Por isso que nós estamos aqui, porque os três aqui tem palavra.”

Nota-se que a grande preocupação de Raphael e sua equipe era com a repercussão que o retorno do preso irá causar. A apreensão, não se sabe exatamente por qual motivo, é que não haja incremento da atividade criminosa nas áreas em que os detentos sempre atuaram, para que não chame a atenção das autoridades de segurança pública. “


FB”, segundo consta na representação policial, é integrante da cúpula da facção Comando Vermelho e líder do tráfico de drogas da favela Vila Cruzeiro, no complexo da Penha, zona norte do Rio de Janeiro. É apontado como um dos traficantes mais perigosos do Estado, e    sua liderança criminosa manteria sob seu domínio diversos pontos de vendas de drogas em diferentes bairros do município do Rio de Janeiro.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo