Casos de PolíciaComando VermelhoDenunciainvestigação

Vinte e quatro traficantes (CV) que ocupam Minha Casa Minha Vida em São Gonçalo na mira da Justiça

Vinte e quatro traficantes de São Gonçalo que atuam em um condomínio do programa Minha Casa Minha Vida viraram réus em um processo que começou a ser tramitado este ano na Justiça.

Dados coletados pelo Setor de Inteligência Policial da Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG) indicam que eles atuam na comunidade do Jóquei, em São Gonçalo. 

O IP policial ainda apresenta matérias jornalísticas e termos de depoimento prestados neste e em outros inquéritos e que indicam os denunciados como possíveis autores do delito em comento. 

Conforme descrito na denúncia, desde data que não se pode precisar, mas sendo certo de que, ao menos, desde 30.11.2020 até os dias atuais, na comunidade conhecida como “Pedrinhos” (Conjunto Habitacional Minha Casa Minha Vida), os denunciados, todos integrantes da facção criminosa auto intitulada Comando Vermelho, agindo de maneira livre e consciente, associaram-se, entre si, de forma estável, para o fim de praticar, reiteradamente ou não, o crime de tráfico de entorpecentes. 

O líder da quadrilha é um bandido que se chama Ériko, que comanda o grupo juntamente com o denunciado Paulo Gabriel, sob as ordens do denunciado Marcelo. 

Constam dos autos, ainda, provas de que os denunciados, integrantes da facção auto denominada Comando Vermelho, de altíssima periculosidade, praticam, além de tráfico e associação para o tráfico de drogas, outros crimes a eles afetos, e de igual ou maior gravidade, como homicídios, roubos, etc.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo