apreensãoCasos de PolíciainvestigaçãomilíciaOperação PolicialPrisão

Zinho foi denunciado e virou réu por conta de prisão de comparsas fortemente armados em Seropédica

Luís Antônio da Silva Braga, o Zinho, atual líder máximo da milícia Liga da Justiça, teve denúncia contra ele recebida pela Justiça por causa das prisões de três comparsas flagrados com armas e munições em novembro, em Seropédica, durante um confronto entre paramilitares.

 Segundo os autos, policiais militares relatam que receberam informação de que estaria havendo confronto entre milicianos na localidade conhecida como ´canto do rio´ na cidade de Seropédica. 

Em razão disso, teriam os policiais se dirigido ao local e, chegando á Praça do Canto do Rio visualizaram três indivíduos em posse de arma de fogo, ao lado de um automóvel SUV, modelo HRV, na cor preta, ostentando placas RAQ0H07 e quando perceberam a aproximação dos policiais teriam se rendido, não oferecendo resistência. Foram apreendidos  um fuzil calibre 556, três carregadores e um colete à prova de balas; uma pistola Taurus, calibre 840, um simulacro de pistola e 7 rádios transmissores e mais um foi apreendido um fuzil calibre 762, três carregadores e um colete à prova de balas;

Além disso, foram pegas 52 cartuchos calibre 762, 65 cartuchos calibre 556 e 59 cartuchos .40,

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo