Casos de PolíciamilíciaOperação PolicialPrisão

Zinho mandou reajustar taxa no Terreirão. DRACO prendeu dois

A Secretaria de Polícia Civil, por intermédio de policiais civis lotados na Delegacia de Repressão a Ações Criminosas Organizadas (DRACO-IE), realizou, na tarde desta terça-feira (04OUT22), uma ação na comunidade do Terreirão, localizada no Recreio dos Bandeirantes visando apurar e monitorar a atuação de milícia na região.

Inúmeras denúncias foram encaminhadas para a especializada, dando conta de que paramilitares haviam intensificado a cobrança extorsiva a moradores e comerciantes da região. Inclusive o valor da taxa cobrada teria sido reajustado, após o foragido da justiça Luís Antônio da Silva Braga, o Zinho ter tomado o controle direto dos milicianos que atuam na comunidade.

Dessa forma, por determinação da Autoridade Policial, equipes foram deslocadas ao local apontado, visando identificar e prender os criminosos.

Durante um período de monitoramento velado, realizando rondas a pé e com viaturas descaracterizadas, os agentes lograram êxito em prender em flagrante delito os nacionais Luiz Felipe Ferreira Francisco e Wagner Oliveira da Silva Filho, o Gugu. no momento em que deixavam um estabelecimento comercial que haviam acabado de receber determinada quantia em dinheiro fruto da extorsão, localizado na Rua Léon Eliachar.

Luiz Felipe é natural do bairro de Santa Eugênia em Nova Iguaçu e possui anotações criminais pelas práticas do crime de roubo, furto, estelionato e receptação.

Já o nacional que atende pelo vulgo de “Gugu é natural de Mesquita e possui anotações criminais pelas práticas dos crimes de homicídio, estupro, estupro de vulnerável, assiciação criminosa e estelionato

Na posse da dupla foram apreendidos aparelhos de telefone celular, mais de trezentos reais em espécie e um automóvel Kia Sportage.

É importante salientar que tanto a Zona Oeste, quanto a Baixada Fluminense e também a Zona Norte, estão sendo monitoradas diariamente, por agentes desta especializada, com o objetivo de enfraquecer e liquidar toda e qualquer Organização Criminosa que venha usurpar direitos dos cidadãos locais.

A DRACO informa que todos aqueles que, direta ou indiretamente, participem de Organizações Criminosas, serão responsabilizados.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo