coronavirus

Enfermeira que debochou da vacina contra Covid-19 e surgir sem máscara em hospital é investigada

O Ministério Público do Espírito Santo (MPES) irá acompanhar as investigações contra a enfermeira Nathana Ceschim, que postou vídeos debochando da vacina contra o novo coronavírus (Sars-Cov-2) e sem estar usando máscara durante o expediente no hospital em que trabalha.

“O Ministério Público repudia qualquer ato neste sentido, mesmo porque nós estamos em meio a uma pandemia e a vacina é uma vitória da ciência. Nós precisamos nos imunizar para que a gente possa não só resguardar a nossa vida como a vida de todas as pessoas que circulam no meio de nós”, afirma a promotora.

A enfermeira Nathanna Faria Ceshim está sendo investigada após debochar de vacina contra covid-19 - Reprodução

Já o Hospital da Santa Casa de Misericórdia de Vitória abriu investigação para apurar a conduta da enfermeira após ela própria postar em suas redes sociais um vídeo em que aparece sem máscara no posto de trabalho, durante o expediente.

Nathana, que recebeu a primeira dose da CoronaVac, imunizante contra a Covid-19, desdenhou da vacina, que para ela, seria “uma água”: “Tomei por conta que eu quero viajar, não para me sentir mais segura. Porque uma vacina que dá 50% de segurança para mim não é uma vacina. Tomei foi água”.

“Não seria agora que mudaria sua postura, em um momento tão difícil que todos estamos enfrentando. Acreditamos sim na vacina e esperamos que, em breve, não só os funcionários, mas toda a sociedade possa ser imunizada”, diz a nota, e completa anunciando que “irá tomar as medidas necessárias para garantir a segurança de seus pacientes e a manutenção das normas e condutas fundamentais para o bom atendimento assistencial” disse a Santa casa em nota.

Mostrar mais

PUBLICIDADE

Aguarde 10 segundos e clique em fechar publicidade para visualizar a notícia.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Encontramos um bloqueador de anúncios em seu navegador. Desabilite-o para navegar