Diversos

Cães vira-lata se tornam celebridades e número de adoção cresce

A história do Simba e da sua dona Ana Lúcia Mattos começou há um ano, quando ela resolveu oferecer a sua casa como lar temporário para o filhotinho de apenas 2 meses.

Seja por conta de campanhas contra a comercialização de animais ou pela temperamento dócil comum aos cãezinhos sem raça definida (SRD), cada vez mais famílias adotam um novo integrante de quatro patas.

Sou permissiva com coisas que jamais imaginei ser — entrega Ana Lúcia, que se rendeu a Simba e hoje permite que ele suba no sofá e até durma com o filho.

Foi em uma dessas que Gemma, de 4 anos, conquistou a sua dona, Maria Vitória, que tenta driblar a mania da cachorrinha de revirar lixo e roubar comida de qualquer canto.

Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo