Diversos

Carnaval 2020 pode ter ingressos sem custos para o público

Em uma tentativa de reverter a perda da subvenção municipal, a Liga das Escolas de Samba do Rio (Lierj), que administra os desfiles da Série A, pretende deixar de cobrar ingressos e abrir os portões da Sapucaí em 2020.

Anunciada há duas semanas, a retirada dos recursos foi justificada, pela prefeitura, por conta da presença de bilheteria no evento.

Segundo o diretor de Carnaval da Lierj, Cícero Costa, um documento abrindo mão da venda de ingressos foi entregue à prefeitura na segunda-feira.

As escolas da Série A passam por uma grave crise financeira e, sem esse valor (da subvenção), é quase impossível o desfile acontecer”, explicou.

A arrecadação da bilheteria na Série A varia de R$ 80 mil a R$ 100 mil, enquanto a subvenção da prefeitura, neste ano, foi de R$ 250 mil para cada escola.

 Mas pelo menos por parte da Liga Independente das Escolas de Samba do Rio (Liesa), detentora da permissão de uso do Sambódromo, a medida não teria entrave.

Só precisaria de um estudo técnico para viabilizar a logística e garantir a segurança do público”, afirmou Jorge Castanheira, presidente da Liesa, que voltou a desaprovar a retirada de subvenção.

Ele lembrou, ainda, que 6.500 ingressos dos desfiles do Grupo Especial são doados à população, e 9.600 são vendidos a R$ 10.

Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo