Diversos

Filho de bin Laden teria morrido em operação militar, informa imprensa americana

Hamza bin Laden, filho do falecido líder jihadista Osama bin Laden e apresentado como seu herdeiro na liderança da organização terrorista Al-Qaeda, morreu em uma operação que contou com o apoio dos Estados Unidos, informaram na quarta-feira o jornal New York Times e a rede de televisão NBC.

NYT garante que Washington teve participação na operação na qual Hamza bin Laden, considerado um “líder-chave” da Al-Qaeda, foi morto, e cita dois funcionários americanos.

NBC, a primeira a revelar a notícia, informou um pouco antes que Washington tinha informações dos serviços de inteligência sobre a morte de um homem de 30 anos, baseadas em três fontes anônimas.

Hamza bin Laden era considerado o filho preferido – e inclusive sucessor – de Osama bin Laden, o fundador da Al-Qaeda, a rede extremista que cometeu os atentados de 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos.

“Publicou mensagens de áudio e de vídeo para convocar ataques nos Estados Unidos e outros países, especialmente para vingar a morte de seu pai nas mãos das forças americanas no Paquistão em maio de 2011”, afirmou o Departamento de Estado.

O domínio da Al-Qaeda dentro do jihadismo caiu na última década com o avanço do grupo Estado Islâmico, mas surgiram diversas facções do grupo e organizações associadas no Afeganistão, Iêmen e Síria.

Hamza bin Laden não foi atacado apenas por ser filho de Osama, opina Rita Katz, diretora executiva do SITE Intelligence Group, uma empresa especializada em monitorar grupos extremistas na internet.

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo