Diversos

Pipeiros cobram área exclusiva para atividade e evitarem multa

No primeiro fim de semana após a publicação da lei que prevê multa de R$ 342,11 aos pipeiros que usarem cerol e linha chilena, adeptos mostraram que estão longe de cumprir a ordem.

Pelo menos, esse era o consenso entre fãs de soltar pipa no Teleporto, no Estácio, onde a reportagem esteve sábado.

Mas, após a norma ser regulamentada, o Disque Denúncia receberá ligações de quem flagrar pessoas com esses e outros materiais cortantes.

E, se o órgão competente flagrar pessoa física ou estabelecimento comercializando, armazenando ou fabricando esses materiais proibidos, a multa subirá para R$ 3.421.

A sanção do governador Wilson Witzel à Lei 8.478, do deputado Marcio Gualberto (PSL) foi publicada sexta-feira no Diário Oficial.

“Eles querem punir, vão punir porque a gente não tem quem fale por nós”, reclamou o assistente pessoal Jessé dos Santos, de 37 anos.

alvo da lei não é a prática de soltar pipa, e sim o uso de materiais cortantes na linha, que são arriscados e podem até provocar infecções generalizadas e morte.

Aplicam essas misturas na linha da pipa com objetivo de cortar a linha do adversário.

Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo