Entretenimento

Casas de shows reabrem no Rio com regras rígidas, capacidade reduzida e até cercadinho

Foto: Raphael Medeiros Guimaraes / Divulgação

]Sete meses após fecharem as portas por conta da pandemia do novo coronavírus, muitas casas de show cariocas retomam as atividades. Mas, agora, sob a jurisdição do tal novo normal, com regras e protocolos que seguem as orientações sanitárias dos órgãos responsáveis enquanto o mundo aguarda uma vacina para a Covid-19

O Vivo Rio reabre amanhã, com apresentação de Maria Rita (dia 24 tem Diogo Nogueira; e, em 1º de novembro, Jorge Aragão), cheio de novidades: dos dois mil lugares da plateia, apenas 660 estarão disponíveis; os camarotes tiveram sua capacidade reduzida pela metade; e a venda de ingressos será apenas pelo site, sem oferta física na bilheteria.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

— Estamos seguindo todos os protocolos exigidos, limpando todos os tubos de ar-condicionado, fazendo higienização, estipulando horários de entrada específicos para cada setor, tudo para evitar aglomeração. A fila na entrada da casa vai ter demarcação, e os profissionais foram orientados para sempre manter uso de máscara, oferecer e usar álcool em gel. A saída do público vai ser preferencialmente pela porta de emergência, ou seja, mais duas opções de escape — explica Bianca Labruna, diretora artística do Vivo Rio.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Fonte
O globo
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo