Vasco

VP do Volta Redonda explica dívida do Vasco por venda de Marrony

Em 2020 o atacante Marrony foi vendido ao Atlético-MG, após boa passagem pela equipe principal do Vasco da Gama.

No processo de negociações aconteceram alguns empecilhos, pois os direitos econômicos do jogador também pertenciam ao Volta Redonda. Após dias de negociações, foi concretizada a venda de Marrony ao Galo.

As partes firmaram um acordo para que o Vasco pagasse posteriormente o valor relativo ao que tem direito o clube onde Marrony iniciou sua carreira nas categorias de base.

O vice-presidente geral do Volta Redonda, Flavio Horta, explicou em entrevista ao canal Atenção Vascaínos!, sobre a dívida que ainda não há previsão de pagamento.

– O Marrony era 70% do Vasco e 30% do Volta Redonda. Nessa primeira venda o Vasco vendeu 80% e aí você aplica a proporcionalidade em cima disso, ou seja, o Vasco ganhou 70% dos 80% vendido e o Volta Redonda 30% dos 80% vendido. Nos 20% que sobraram o Vasco continua tendo 70% dos 20 e o Volta Redonda 30% que girava em torno de R$ 18 milhões o que daria na parte do Volta Redonda cerca de seis milhões de reais.

No vídeo, Horta também explicou que o Volta Redonda entende a situação do Gigante da Colina e que é sensível quanto a isso, porém há um limite.

– A gente conversa com Vasco, a gente não tem a insensibilidade de não reconheceu o momento que o Vasco está passando, de não entender as necessidades, eu acredito que o clube deve estar trabalhando com uma massa falida de prioridades. Claro que isso também tem um limite, porque enquanto a nossa situação aqui está contornável a gente consegue ir levando, mas quando o calo aperta aí você vê, fiz uma contratação ali, outra aqui, e você começa a ficar um pouco desconfortável também com essa dívida.

Por fim, o dirigente afirmou que vem conversando com a diretoria cruzmaltina e que está confiante no pagamento da dívida com ajustes de datas.

– Mas o Vasco não está se cortando em conversar diretamente conosco, eles estão com o argumento de que não tem o dinheiro no momento e a gente tem conversado para tentar fazer ajustes de datas de pagamento.

Após as declarações de Flavio Horta o Vasco da Gama não se manifestou sobre a dívida. É inegável que com a queda à Série B do Campeonato Brasileiro o Clube terá mais dificuldades para honrar seus compromissos.

Fonte: Vasco Notícias

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo