Notícias

Dono de Lamborghini desmaia ao ver carro embaixo d’água

Um dos donos da Lamborghini Huracán que ficou totalmente alagada na segunda-feira após as enchentes que castigaram São Paulo, contou como foi achar o carro avaliado em R$ 1,6 milhão e que não tinha seguro.

O veículo seria modificado e turbinado e para triplicar a potência de 610 cv para 1500 cv.

O projeto ainda planejava convidar artistas brasileiros como Romero Britto ou Eduardo Kobra para trabalharem na pintura da lataria.

Ao final, a Lamborghini alagada – que seria o modelo mais rápido do mundo – seria leiloada.

Santos e seu parceiro na empreitada, o empresário Vinicius Vilela, 42 anos, presidente da Trend Innovaction, produtora que cria conteúdos audiovisuais, eperavam vender o carro por até R$ 21 milhões.

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo