Casos de PolíciaNotíciasTerceiro Comando Puro

Traficantes que expulsaram moradores e extorquiram proprietário de imóveis em Niterói são condenados

Dois traficantes de Niterói foram condenados pela Justiça no ano passado acusados de expulsar moradores de um prédio na Rua São Januário, no Fonseca e de extorquir o proprietário dos imóveis.

O caso começou em 2017 sendo que Diego da Silva Rocha, o Papa Léguas e Iago Mendes Lopes, o Miudinho, acabaram presos. O primeiro pegou uma pena de dez anos e dez meses. O segundo, 11 anos e oito meses. A sentença saiu em abril e até hoje não havia sido divulgada.

Segundos os autos, os bandidos invadiram um prédio com três apartamentos e duas lojas. Eles constrangeram a vítima a entregar seus imóveis a fim de que os membros do tráfico local pudessem ocupá-los.

Os criminosos arrombaram e invadiram as residências expulsando os seus inquilinos, com o fim de utilizarem o local para o depósito e venda de drogas.

Ao tomar ciência do ocorrido, o proprietário entrou em contato com os traficantes a fim de ver a situação resolvida, ocasião em que foi constrangido, mediante grave ameaça, a pagar ao tráfico uma porcentagem sobre o aluguel do seu próprio imóvel, bem como, posteriormente, foi obrigado a deixar o local.

O dono dos imóveis afirmou que os inquilinos começaram a sair de lá por conta do tráfico de drogas e que os apartamentos acabaram ocupados pelos bandidos.

Lesado, ele chegou a procurar os traficantes para solucionar o problema, sem êxito, e estes, sempre bem armados, começaram a pressioná-lo para que passasse os apartamentos para eles, mas o proprietário não aceitou. Então os bandidos disseram que ele perderia todos os imóveis, e que, um dos traficantes, vulgo ´Miudinho´, mandou mensagem de Whattsapp para ele dizendo que iriam invadir todos os imóveis.

A vítima contou que teve um prejuízo de R$ 150 mil com a perda dos imóveis.

 No curso das investigações, foi apurada a ligação dos usurpadores ao tráfico de drogas da região, os quais impõem um sistema de terror para o desenvolvimento das suas atividades ilícitas, exercendo-as com o emprego de fortes armamentos, chegando, inclusive, como no presente caso, a invadir residências e determinar o fechamento de comércios, além de estocarem armas e drogas, ameaçando quem considerem como seus ´delatores´.

Os bandidos atuavam na comunidade das Palmeiras e eram ligados ao Terceiro Comando Puro (TCP).

Papa Léguas também é suspeito de matar um motorista de Uber.

Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar