Tráfico no Muquiço (TCP) estaria extorquindo motoristas de vans, aponta denúncia

Denúncia publicada em redes sociais aponta que, na comunidade do Muquiço, em Deodoro, na Zona Norte do Rio, os traficantes procurados, Carlos Eduardo Barros de Oliveira, o Grisalho e Bruno da Silva Loureiro, o Coronel estariam supostamente obrigando os motoristas de vans que circulam nos bairros de Marechal Hermes, Guadalupe e adjacências, a pagar uma taxa semanal no valor de R$ 50,00.

O motorista que se recusar tem sua van roubada, e os traficantes levam o veículo para dentro da comunidade e o desmontam.

Dizem que no período de um mês, cerca de 25 vans teriam sido roubadas na comunidade a mando da dupla de bandidos.

A suposta cobrança da extorsão seria feita todas as segundas-feiras, entre meio dia e três da tarde, por mototaxistas, que ficam no ponto das vans, próximo aos prédios amarelos conhecidos como prédios do Muquiço, com acesso pela Estrada do Camboatá.

Grisalho seria o mesmo traficante que era aliado de Thomas Jhayson Vieira Gomes, o 3N, morto no ano passado.