Política

Witzel afirma que não terá compaixão de traficantes: ‘Não respeitam o humano alheio’

Uma operação conjunta do Comando de Operações Especiais (COE) da Polícia Militar e da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) da Polícia Civil no Complexo da Maré, na Zona Norte do Rio, nesta quinta-feira, apreendeu um paiol com 30 armas – sendo 23 fuzis – e oito toneladas de drogas.

Durante uma entrevista coletiva após a operação, o governador Wilson Witzel disse que essa foi a maior apreensão da história do Rio em um mesmo dia e afirmou que “não terá piedade com que não tem respeito com o ser humano alheio”.

 O governador disse ainda que as armas apreendidas não são utilizadas por pessoas que moram na comunidade e são trabalhadoras: “Não são usadas por pretos, pobres e favelados.

Durante a ação desta quinta – que começou a ser planejada há 15 dias – um container com 14 fuzis e drogas foi descoberto na comunidade Nova Holanda, dentro do Complexo da Maré, e foi apreendido pelo Batalhão de Ações com Cães (BAC).

De acordo com Amim, uma das formas de chegada das armas é a marítima e o paiol funcionava como reserva bélica de traficantes.

As armas são emprestas para outros traficantes da mesma facção e essas armas eram reserva dele”, afirmou o delegado.

O governador defendeu que policiais entrem nas casas dos moradores sem mandado, pois eles são forçados a colaborar com o tráfico escondendo armas.

 Durante a coletiva, o governador elogiou a atuação das polícias e voltou a defender o abate de criminosos: “O recado está dado: não enfrente a polícia.

Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo